Este é o canal de denúncias do Porto Itapoá.

O Porto Itapoá disponibiliza um canal direto para o seu público interno e externo, para que qualquer atitude suspeita ou contrária ao Código de Ética e Conduta, às políticas internas ou às leis, possam ser informadas.

A análise dos relatos é realizada pelo Comitê de Ética da empresa, de forma imparcial, sendo o referido Comitê composto por membros da gestão e diretoria. Nos casos de denúncias em que figure como denunciado um ou mais membros do Comitê de Ética, esses serão imediatamente afastados do referido comitê, para que seja assegurada a imparcialidade, transparência e integridade das investigações.

As denúncias podem ser realizadas através do link abaixo ou por telefone 0800 591 8878 (disponíveis 24 horas por dia e 7 dias por semana), podendo ser anônimas ou não. Caso você se identifique, a confidencialidade das informações será preservada, com acesso apenas aos profissionais responsáveis pelas tratativas.

O Canal de Denúncia do Porto Itapoá é administrado por uma empresa terceira e especializada, o que garante o anonimato de quem não quiser se identificar, impossibilitando a rastreabilidade de IP e reconhecimento de voz, por exemplo, além de preservar a confidencialidade das informações.

Tanto para as denúncias anônimas, como para as identificadas, a empresa fornecerá resposta para 100% dos casos. Você poderá acompanhar as tratativas e interagir com o Comitê de Ética, através do número de protocolo que será informado ao concluir a denúncia.

Este é uma canal que auxilia e suporta o Porto Itapoá na proteção e cumprimento dos princípios e diretrizes de seu Código de Ética, não devendo ser instrumento de denúncias levianas ou infundadas que não estejam baseadas em indícios. Desta forma, para possibilitar a melhor condução dos casos, pedimos para que apresente a maior quantidade de evidências possíveis.

Denúncia – Clique Aqui 

Dúvida – Clique Aqui 

Buscar – Clique Aqui

Ou se preferir, entre em contato pelo Telefone: 0800 591 8878.

 

 



    O Porto Itapoá garante ao denunciante a necessária e adequada proteção da fonte, seus dados pessoais, sempre observando a pertinência da manutenção deste sigilo para a investigação do caso, ressalvando a possibilidade de divulgação das informações da fonte, caso seja determinado por ordem judicial.